NOVEMBRO AZUL – CÂNCER DE PRÓSTATA

“Cuidar de você é cuidar de todos aqueles que você ama. Algumas lutas podem ser vencidas antes mesmo de serem iniciadas… Entender suas emoções, focar num cérebro positivo, são fatores determinantes para a saúde.”

Já perceberam que nosso calendário está cada vez mais colorido?

É a necessidade em chamar atenção e conscientizar as pessoas sobre a importância de cuidarmos da saúde e priorizar a nossa qualidade de vida em nossa saúde mental e física. E este ano de 2020 veio ‘gritando aos quatros cantos do mundo’ para todos: CUIDEM-SE!

Você certamente já ouviu falar em algumas campanhas como Setembro Amarelo, Outubro Rosa e Novembro Azul voltadas à prevenção de doenças. As estatísticas vem cada vez mais aumentando principalmente sobre ansiedade, depressão, doenças psicossomáticas que afetam nossas vidas, afastando de nossas atividades comuns, como por exemplo trabalhar. Por isso, é tão importante as campanhas para o conhecimento dessas causas, levando sempre a maior quantidade de informações as pessoas.

E neste mês de Novembro é a vez da conscientização da Saúde dos Homens, e é bom desde jovem aprender que sim temos que deixar o preconceito de lado e a “preguiça” para aprender a se cuidar. Eu sou mãe de 03 homens que são adolescentes, e procuro a ensinar desde cedo, aprender a priorizar a saúde.

Novembro Azul é uma campanha que ocorre em 21 países todos os anos e tem como principal objetivo conscientizar a respeito da necessidade da prevenção e diagnóstico do câncer de próstata, além da importância de cuidados especiais com a saúde integral do homem, abrangendo temas de doenças crônicas como a hipertensão, infecções sexualmente transmissíveis, e também a saúde mental.

O câncer de próstata é um dos cânceres mais comuns no mundo e tem prevalência em homens com idade acima de 65 anos. A próstata, ou glândula prostática, é uma glândula do sistema reprodutor masculino que pesa cerca de 20g, localizada em frente ao reto e abaixo da bexiga, ela é responsável pela produção de parte do líquido seminal, o qual protege e nutre os espermatozoides, no entanto, com o avançar da idade, a partir dos 40 anos, ela apresenta um aumento de tamanho normal, ou seja, benigno.

Os sintomas em muitos casos, o câncer de próstata é assintomático. Quando há sintomas, podem surgir dificuldade de urinar, aumento na frequência da urina, diminuição do jato e a presença de sangue na urina. É importante destacar que esses sintomas também estão relacionados a doenças benignas da próstata.

O tratamento podem ser radioterapia, cirurgia, terapia hormonal, quimioterapia ou outros tratamentos como a terapia holística auxiliando nos demais tratamentos utilizados pelos médicos.

E COMO FICA O EMOCIONAL DO HOMEM QUE PASSA PELO DIAGNÓSTICO DE CÂNCER DE PRÓSTATA?

Isolamento e desvalorização podem marcar o emocional do homem que recebe este diagnóstico, que leva a deixar de ter o convívio harmonioso com a sociedade, sentem a perda da identidade como homens e tem pensamentos angustiantes de repressão. Esse foi o resultado de estudo apresentado na Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto (EERP) da USP, que entrevistou 17 homens com diagnóstico de câncer de próstata, entre março de 2013 e março de 2016. Neste estudo apresentado todos os entrevistados relataram sofrer de enfermidades físicas, biológicas e sociais por conta da disfunção sexual e incontinência urinária.

Segundo o Instituto Nacional de Câncer (Inca), o câncer de próstata atinge um a cada seis homens no mundo, desses somente uma pequena parte morrerá em consequência da doença, mas ela vai impor limitações físicas, emocionais e sociais a quase todos esses homens, e as evidências mostram que não são poucos que passam por esses sentimentos.

Os homens adoecidos adquirem uma nova identidade, passam a se afastar de outros homens, por medo de serem julgados como “fracos e afeminados”, o sentimento desses homens acerca de sua enfermidade é o de viver entre a cruz e a espada. Isso porque de um lado a sociedade cobra que os homens tenham comportamentos reconhecidos culturalmente como masculinos, do outro, a doença e os tratamentos deixam sequelas que não permitem isso.

A maior queixa dos homens adoecidos é de se “sentirem como um nada, não encontram mais serventia em suas ações, são desvalorizados por seus familiares e amigos, marginalizados por homens saudáveis e ainda são obrigados a conviver com seus corpos sequelados, que não proporcionam mais prazer sexual”, e em muitos momentos, se encontram com mal cheiro característico de urina. E muitos acabam se entregando a depressão com sentimentos de profunda tristeza levando se isolar e ao agravamento de seu estado de saúde, muitos homens relatam que “viver dessa forma é como morrer um pouco a cada dia.”

 

Por isso que é importante de se colocar no lugar do outro, E DAR APOIO, principamente a família e amigos com pensamentos positivos e otimistas, para que o homem enfrente a doença. E também um acompanhamento psicológico seja realizado, junto com um tratamento holístico, como por exemplo através da massoterapia, que ajuda a melhorar o nível de estresse e ansiedade.

Outras atitudes também podem ajudar a saúde e o bem-estar, como prevenção e o apoio ao tratamento de câncer: Como manter uma alimentação mais saudável evitando a obesidade, praticar atividades físicas como caminhadas, evitar o consumo exagerado de bebidas alcoólicas, evitar fumar, relacionar-se com pessoas agradáveis como amigos e familiares, e claro manter em dias os exames de rotina sendo sua frequência e o tipo de exame a ser realizado variam conforme a idade.

E PARABENIZO A TODOS OS HOMENS que fazem o tratamento contra o câncer pois são considerados SUPER-HEROÍS por enfrentarem as BATALHAS DIÁRIAS DE CABEÇA ERGUIDA.

E nunca deve-se esquecer deste três pilares para que o cuidado tenha uma atenção permanente.

  • PREVENIR
  • DETECTAR
  • CUIDAR

 

Mônica Molina

Colunista e Profissional em Terapias Holísticas

(11) 98716-9884 (whatsapp)

Instagram: @monicamolinabemestar

 

Compartilhe este post.